Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Em evento, Defensoria entrega práticas exitosas na defesa da mulher para ministra Damares Alves

Agenda Damares

Defensora pública Camila Maués; coordenadora do Nudem, Thais Dominato; Primeira subdefensora pública-geral, Maria Rita Barbato e ministra Damares Alves.


Guilherme Henri com informações do Governo do Estado

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul participou, na quarta-feira (24), da assinatura do protocolo de intenção para garantir a capacitação profissional para cinco mil mulheres, no âmbito do projeto Qualifica Mulher.

O documento foi assinado durante a visita da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves, à Casa da Mulher Brasileira, na Capital.

A instituição foi representada pela primeira subdefensora pública-geral, Maria Rita Barbato. Também participaram do ato a coordenadora do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), Thais Dominato Silva Teixeira, e a defensora pública, Camila Maués dos Santos Flausino.

“Na oportunidade, a Defensoria entregou para a ministra as práticas exitosas e o quantitativo de atendimentos em relação a defesa da mulher no Estado. Além disso, também foram entregues os materiais pedagógicos elaborados pela instituição que são utilizados nas diversas ações de educação e direitos”, destacou a primeira defensora pública-geral.

Qualifica Mulher

O projeto coordenado pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, nasceu para proporcionar às mulheres condições de trabalho digno e oportunidades de projeção econômica e social e o seu bem-estar, sendo desenvolvido em três eixo: capacitação, empreendedorismo e articulação em rede.

“A idade da vítima está diminuindo, portanto, a idade do agressor também está diminuindo. Por isso, essa pauta é transversal com outras abordagens para trabalhar a violência contra a mulher. E os indicadores nos apontam que somente as políticas para as mulheres da Secretaria não vão resolver o problema, precisamos das parcerias. E os dados apontam também que 43% das famílias são chefiadas por mulheres. O Projeto Qualifica Mulher é isso, uma série de parcerias para fortalecermos as nossas mulheres”, afirmou a Ministra do MMFDH.

Fim do conteúdo da página