Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Com o atendimento móvel, assistida idosa consegue dar encaminhamento a três diferentes demandas

Van dos Direitos CRAS capa

Atendimento móvel foi realizado no CRAS Estrela do Sul em Campo Grande.


Texto: Guilherme Henri


“Com o atendimento móvel da Defensoria Pública de MS eu consegui dar andamento em três demandas diferentes. O sentimento é de alívio e muita gratidão”, disse a assistida Maria Benzina de Carvalho Dias, de 70 anos, durante o projeto Van dos Direitos realizado na manhã da última terça-feira (9), no Centro de Referência à Assistência Social do Bairro Estrela do Sul em Campo Grande.

A ação foi coordenada pela primeira subdefensora pública-geral, Maria Rita Barbato, e contou com atendimentos do coordenador do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos (Nudedh) e Núcleo de Ações Institucionais e Estratégicas (NAE), defensor público Mateus Augusto Sutana e Silva; defensor público Igor Cesar de Manzano Linjardi; defensora pública Camila Maués dos Santos Flausino e servidoras e servidores da instituição.

“A maioria dos atendimentos realizados consistiu em orientações jurídicas e em matérias de família, direitos do consumidor e crianças/adolescentes. Além disso, o destaque foi a grande adesão da população idosa, que compareceu ao evento para resolver demandas em diferentes áreas”, disse a primeira subdefensora pública-geral.

Dra Maria Rita Van dos Direitos CRAS

Primeira subdefensora pública-geral, Maria Rita Barbato.



O atendimento também contou com a presença do secretário municipal de assistência social, José Mario Antunes da Silva.

“Agradecemos a defensora pública-geral, Patrícia Elias Cozzolino de Oliveira, por ter disponibilizado esse atendimento e tratamento humanitário com as pessoas que residem nesta região, em especial as que residem na favela no Mandela”, destacou o secretário.

Dra Maria Rita e secretario CRAS

Secretário municipal de assistência social, José Mário Antunes da Silva e primeira subdefensora pública-geral, Maria Rita Barbato.


Vidas

Outra assistida que recebeu atendimento na ação foi Katia Silva Lopes Dias, de 32 anos. Ela buscou a Defensoria por meio do atendimento móvel para resolver uma demanda na área da família.

“Tenho dois filhos e há pelos menos cinco anos luto para conseguir regularizar a situação da pensão deles. Graças ao atendimento da defensora pública Camila Maués eu consegui encontrar e atualizar importantes informações faltantes no processo para que finalmente esse pesadelo tenha fim”, desabafou a assistida.

Dra Camila Van dos Direitos CRAS

Defensora pública, Camila Maués dos Santos Flausino em atendimento com a assistida Katia (de vermelho) e sua tia.



Atendimento Móvel

O projeto “Vans dos Direitos” foi implementado na Defensoria Pública de MS em razão de acordo de cooperação técnica com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), com recurso proveniente de emenda parlamentar do, então, senador da República por Mato Grosso do Sul, Waldemir Moka.

O objetivo é o de beneficiar pessoas de bairros afastados das unidades centrais da Defensoria Pública e possibilitar maior proximidade da instituição com a comunidade.


Dr Mateus Van dos Direitos CRAS

Coordenador do Nudedh e NAE, defensor público Mateus Augusto Sutana e Silva em atendimento.


Dr Igor Van dos Direitos CRAS

Defensor público, Igor César de Manzano Linjardi em atendimento.

Fim do conteúdo da página